Sobre a It4us cyber security

Afinal, saiba mais sobre a It4us

Nossa História

A It4us Cyber Security é uma empresa que atua no mercado corporativo e possui um histórico de sucesso já que executou projetos de cyber segurança e infraestrutura. De fato, com profissionais certificados, vasta experiência no mercado de tecnologia, qualidade e comprometimento. Dessa forma, nossa equipe já realizou mais de 900 projetos para grandes empresas com alto índice de satisfação de entrega e prazo.

Nesse sentido, ajudamos a criar mais de 15 dos maiores Centros de Monitoração de Segurança do Brasil, como TIM, Claro, CIP, PMSP, Itau…

Em resumo, nosso diferencial é investir e trabalhar na entrega de projetos e soluções de segurança da informação, entendendo a complexidade de grandes empresas, ambientes e pessoas.

sobre a it4us

Acima de tudo, saiba mais sobre a It4us!

sobre a it4us

Experiência comprovada

possuimos mais de 144.000 horas no mercado de cyber segurança

A princípio, realizamos projetos e criamos ambientes de Monitoração e Resposta a Incidentes com SIEM e SOAR para as maiores empresas brasileiras.

Contudo, com nossa Experiência em Monitoração e Resposta a Incidentes, ajudamos a criar muitos Centros de Monitoração de Segurança (SOC’s) para muitas Empresas que buscam ter Respostas e Automação.

Sempre prontos para que possamos atender os clientes da melhor forma possível

+144.000h

Projetos & Clientes

+3Mi

Eventos processados

2.800

Alertas de segurança gerado por dia

3.600

Incidentes de segurança detectados por mês

Tem alguma pergunta?

Em contrapartida, clique no botão abaixo e tire todas suas dúvidas sobre a it4us

dúvidas frequentes

Podemos descrever um ataque como tendo sido um “assalto”, no entanto  tendo uma “porta” como entrada de acesso para roubo de dados. Assim, em termos de ciberataques são típicos os seguintes vetores de exploração de ataque:

– Vulnerabilidades tecnológicas.
– Fraquezas de autenticação.
– Desenho inseguro de arquiteturas e sistemas.
– Processos fracos.
– Falhas nos meios que acessam à Internet.
– Código / aplicações inseguras.
– Protocolos inseguros.
– Ausência de controlos tecnológicos.
– Falta de conhecimento ou de preparação do vetor humano através de ataques de engenharia social.
– Entre outros

Os termos que são usados para descrever os ataques típicos, nomeadamente Ransomware, Phishing, Malware, Eavesdropping, Sql Injection, Zero-Day, entre outros, portanto tiram sempre partido de um ou mais vetores de ataque anteriormente descritos.

Em resumo, as consequências diretas de um ciberataque estão geralmente relacionadas com a quebra da confidencialidade, integridade ou da disponibilidade dos recursos em questão. As consequências indiretas podem ser diversas, dependendo do contexto. Além disso, alguns exemplos são: perda financeira, perda de vantagem competitiva, danos reputacionais, perda de informação digital, roubo de identidade, incapacidade de produzir ou laborar, havendo até exemplos de empresas que chegaram à falir por motivos de um Ciberataque bem-sucedido.

As empresas enfrentam ameaças cibernéticas constantes, independentemente de seu tamanho ou segmento de atuação. Hackers estão sempre à procura de vulnerabilidades e informações valiosas que possam ser exploradas. Pois um ataque bem-sucedido pode resultar em roubo de dados confidenciais, interrupção dos serviços, prejuízos financeiros e danos irreparáveis à reputação da empresa.

Ter um SOC é fundamental para garantir a proteção e a continuidade dos negócios. Além disso, monitora e detecta ameaças em tempo real, o SOC também atua na prevenção, por meio de análises de vulnerabilidades, implementação de políticas de segurança e atualizações de sistemas. Ele oferece uma abordagem proativa para a segurança da informação, identificando e corrigindo fragilidades antes que sejam exploradas pelos hackers.

A proteção advém de um conjunto de medidas que devem ser selecionadas em concordância com o contexto do que e de quem queremos proteger.

Portanto, é fundamental efetuar uma análise de risco transversal, identificar as ameaças e o nível de suscetibilidade às mesmas e mediante o potencial impacto, definir medidas de mitigação.

Além disso, é um serviço de cibersegurança completo pode ajudar a resolver riscos de ameaças, roubo de dados e até mesmo pagar multa por LGPD.

É expectável que com a crescente utilização das tecnologias da informação que temos vindo a observar, o cibercrime também acompanhe esta tendência de crescimento.

Além disso, o padrão observado de aumento do cibercrime, é também expectável que os atacantes sejam cada vez mais organizados e estruturados e se especializem, tal como acontece com o crime tradicional.

Enquanto que nas décadas de 1990 e 2000 o alvo preferencial eram as áreas corporativas da banca e seguros, atualmente os Cibercriminosos têm vindo a diversificar as suas práticas muito para além destas áreas-alvo, sendo que atualmente qualquer entidade ou pessoa pode ser alvo de Cibercrime.

A Engenharia social é o nome dado ao conjunto de técnicas de persuasão que visam levar os utilizadores a executar ou alavancar ações em consonância com os objetivos dos atacantes.

Os ataques de engenharia social são aplicáveis no contexto da cibersegurança, dado que podem ser aplicados em combinação com ataques de índole tecnológica. Exemplo disso é o ataque de Phishing, no qual se leva um determinado utilizador a disponibilizar informação ou acesso a recursos, na ilusão de estar a falar com uma entidade fidedigna.

Os pentests são testes de segurança que ajudam a identificar vulnerabilidades em sistemas, redes e aplicativos. Eles são uma forma eficaz de avaliar a segurança de um sistema e identificar possíveis pontos fracos que podem ser explorados por hackers.

Investir em pentests pode trazer vários benefícios, como:

  1. Identificar vulnerabilidades: Os pentests ajudam a identificar vulnerabilidades em sistemas e aplicativos antes que sejam exploradas por hackers mal-intencionados.
  2. Avaliar a eficácia das medidas de segurança: Os pentests permitem avaliar a eficácia das medidas de segurança existentes e identificar áreas que precisam ser melhoradas.
  3. Cumprir requisitos regulatórios: Em muitos setores, como o financeiro e o de saúde, os pentests são um requisito regulatório para garantir a segurança dos dados dos clientes.
  4. Proteger a reputação da empresa: Investir em pentests demonstra o compromisso da empresa com a segurança cibernética e pode ajudar a proteger sua reputação.
  5. Evitar perdas financeiras: As violações de segurança podem resultar em perdas financeiras significativas, como multas, custos de recuperação e perda de negócios. Os pentests ajudam a identificar e corrigir vulnerabilidades antes que elas sejam exploradas.

nosso quadro de clientes

Contato

FALAR COM O especialista

Telefone

(11) 4270-0133

Whatsapp

(11) 97455-0304

Endereços

Rua Olimpíadas, nº 205, conjunto 41 - Vila Olímpia
Rua Soriano de Souza 189 - Salas 111 - 112 - 113

Depoimentos

Feedback dos nossos clientes

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.
John Doe
Designer
Precisa de ajuda?